Praga é provavelmente uma das minhas cidades europeias favoritas e assim que soube que iria ter uma estadia na capital checa mesmo antes do Natal fiquei bastante entusiasmada!

Para uma das colegas da tripulação era a primeira vez em Praga e por isso tínhamos de passar pelos lugares turísticos. Obviamente começámos pela ponte Carlos, que curiosamente não estava assim tão cheia, viemos a perceber depois que seria por estarem todos no mercado de Natal na praça do relógio, onde assistimos, às 12h em ponto, à “Caminhada dos Apóstolos”, um show mecânico representado a cada troca de hora com as figuras dos apóstolos e outras esculturas em movimento.

Outra das curiosas atracções na Praça da Cidade Velha é a igreja de Tyn, que conta a história de quando a cidade de Praga, no séc. XVII com a contra Reforma, estava de costas voltadas com a Igreja e por isso decidiram construir vários edifícios a esconder a porta da igreja –  e digo-vos que só à segunda tentativa, e já ao final do dia, é que a encontrámos (e infelizmente tinha fechado há vinte minutos).

Depois de um típico almoço checo no restaurante Tlusta Koala e de um passeio onde em cada praça havia um mercado de Natal voltámos à praça do relógio para ver o grande mercado novamente, mas desta vez já de noite. O mercado de Natal de Praga é o mais bonito que conheço! O pinheiro é enorme, gordo, farfalhudo, tão bem decorado! E depois a praça que o envolve, das mais bonitas do mundo! Decidi experimentar um Trdelnik, uns rolinhos doces que se vendem por toda a cidade. Não adorei, mas foi a única coisa desse dia! Recomendo completamente visitar Praga na altura do Natal!